04 outubro 2012

69 tons de fúcsia

Não, não li "50 tons de cinza" e nem pretendo.
Porque? Porque a pior parte de qualquer livro é a cena de sexo. É sempre brega e causa vergonha alheia. Os autores querem misturar sexo com poesia (medíocre) e acabam escrevendo expressões sensacionalmente horrorosas como "introduziu o seu pênis túrgido como se fosse a primavera desvirginando os vales cobertos de neve..." Imagina um livro cheio de cenas de sexo!?!?! É tipo uma compilação do que de pior o autor pode escrever. Não tem como isso ser bom. Só serve para o Marcelinho ler.

20 comentários:

Marinho... disse...

Muito bom! XD

Ozi disse...

MUito bom!

Fex disse...

Genial esta tirinha!

Dos poucos trechos do livro que eu li na internet, dá pra ver que esse 50 tons de cinza nada mais é que uma versão daqueles livrinhos Julia tucanada.

Mário Quintana já disse...

"...como é ridículo o amor alheio!"
E o Marcelinho (como vc!) tb é gênio. Já salvei meu dia: com sua tira e com o Marcelinho.

Digo Freitas disse...

Cara, muito FODA a tira e a crítica.
Esse livro ganhou o prêmio Crepúsculo de literatura ruim do ano.
Toda vez que vejo alguém lendo isso acabo pensando quanto tempo faz que aquela pessoa não realiza o ato de fato.

Anônimo disse...

Velho, o tia Patinhas nunca tomaria chopp.

Rodrigo Chaves disse...

Anônimo,
esse não é o Tio Patinhas, é o Patinhas Grey. O Patinhas Grey é bem chegado em um choppinho com os amigos.

Tomás disse...

Rodrigo, ótima tira.

Não li cinquenta tons, mas sobre sua crítica às cenas de sexo em qualquer livro, acho que você precisa ler livros melhores.

Abraços,

Anônimo disse...

Já está errado em criticar um livro sem ler, e não, no livro não mistrua sexo com poesia, em nenhum momento o livro é um conto erótico romantizado. Respeito a crítica de alguém que leu o livro e sabe fazer um crítica, agora a sua foi totalmente estúpida.

Beijão.

Joatan disse...

Muito boa!

outro dia eu estava pensando nas técnicas de fazer hachuras, uma outra idéia é fazê-las usando tons coloridos ao invés de preto, podendo ficar um resultado interessante também. ;-)

sharon-chan disse...

Nao concordo com a critica, mas tem gosto para tudo,né?
Se vc nao gosta de livros com cenas de sexo,tudo bem,mas eu gosto e nao acho q seja brega, talvez vc só tenha lido livros de autores chatos e ruins (existe muitos deles,eu sei), já li muitos livros tem uma historia linda e cenas super quentes de sexo e nao estragou em nada xD

Raphael Barros disse...

HAHAHA!
Cara, me identifico muito contigo. Ouvindo o Café, lendo suas opiniões e tal... Essa parada de descrever sexo realmente causa uma vergonha alheia desgraçada! Mas, fazer o que?!

Abraço!

Leonardo Maciel disse...

Um das tuas melhores tiras!

E concordo quanto ao livro. Acho que existem boas cenas de sexo em livros, mas com certeza não é o caso.

E tu tá despertando o ódio dos anônimos, hein?
E por que quem reclama nunca tem coragem de escrever o próprio nome?

Anônimo disse...

Verdade, apenas com a interpretação do Marcelinho a obra se salva com muitos risos.

:)

emnavarro02 disse...

ahahaahahahaha....
Adorei a sugestão do marcelinho ler 50 tons de cinza!

Tira excelente, texto excelente...

sou teu fã cara!

Anônimo disse...

Hahahahahaha....

"introduziu o seu pênis túrgido como se fosse a primavera desvirginando os vales cobertos de neve..."


coisa de jacu mesmo

Cpt.Guapo disse...

Huahuahuahua... Gostei do "Quack!"

Já li os livros dos "Tons" e na boa, são bons e só. Nada do que estão alardeando aí. Inclusive o que me chocou quanto à estupidez humana, que sempre me surpreende mais e mais, foi saber que uma palerma qualquer pediu divórcio do marido porque ele não quis fazer as fantasias descritas no livro...
Tomara que essa se jogue logo do desfiladeiro mais próximo...

E quanto ao pessoal que achou ruim a sua generalização, gostaria de indicações desses bons livros que eles leram. Até eu preciso me inteirar mais. Os únicos que ainda me surpreenderam nesse sentido foram uns contos do Norman Mailer.

Mas no geral, acho que pra dominar esse tipo de narrativa é extremamente difícil, até porque o limite entre erótico e pornográfico nem todos conseguem manipular a contento.

Eliana disse...

Vamos ler antes de comentar... e respeitar.. tem gosto pra tudo ...

André Giotto disse...

Cara, tu já leu Bukowski escrevendo cenas de sexo? É um dos poucos que realmente sabe fazer isso... Sem expressões desnecessárias. É apenas o sexo cru, objetivo.

hello disse...

good thanks sohbet & sohbet & sohbet