19 outubro 2011

O limite do Humor

Essa semana gravamos mais um episódio do Café com HQ e acabou rolando uma pequena discussão (pequena, porque esse é um assunto interminável) sobre o limite do humor. Tem muito para falar a respeito, mas outro dia li uma colocação do Laerte sobre o assunto que eu acho que diz muita coisa:
"Humor não tem nada a ver com "gosto" (de resto, acho que "gosto", em si, é um conceito discutibilíssimo). É uma linguagem altamente sofisticada e não deve ter limite algum, como qualquer outra forma de expressão. O que não se pode é pretender que ele, humor, seja um discurso sem conteúdo ideológico. Não acredito em humor neutro, assim como não acredito em neutralidade na arte e na ciência. Brasileiros, em relação ao humor como em relação a muitos outros itens, mantém um padrão ambíguo de reação: por baixo do pano se apoia e se pratica, em frente às câmeras se indigna e exige providências."

13 comentários:

Thaïs Gualberto disse...

Eles não têm senso de humor.

véia lôca disse...

Amo de paixão as piadas e desenhos do Laerte, desde quando as historinhas do Condomínio saíam na ZH. Mas não dá para concordar com a afirmação dele de que tudo é ideológico e que não há neutralidade nem na ciência, péra-aí, não é bem assim. Ou ele nunca estudou ciências ou tá baralhando as côsas a partir da visão ideológica que ele tem do mundo...

Digo disse...

"tiras que eu gostaria de ter pensado"

Ótima!

Fabio disse...

Acho que o limite do humor deve ser o mesmo limite de qualquer outra coisa. O bom senso é um bom começo.

Leleu de Ouro Preto disse...

Apóio o Fábio: o princípio da ação e reação é aplicável nesse caso. Você pode fazer o humor com o que quiser do jeito que quiser... mas tudo tem consequência.

Parlapatão disse...

Saudações,

Colheita semanal das 'Tiras de Segunda' do www.parlapatonices.blogspot.com

Obrigado!

Anônimo disse...

Corrigindo a véia lôca, que só pode estar, sem dúvida ele estudou mais profundamente o que é uma ciência (assim é melhor) e pode constatar que neutralidade é discurso e também tem ideologia por trás. Mas a magia desse discurso é esconder a ideologia para pessoas como vc não perceberem.

Paulão disse...

genial a tirinha conheci o blog hj, essa tirinha jah vale sua obra toda

Amós disse...

é!

oculos de sol disse...

Cuidado com as piadinhas tudo tem limite.

cayres disse...

Quer arriscar? Melhor não!

otica disse...

Cuidado! respeite os limites para não ferir e ser ferido com o humor.

casa disse...

Não ultrapasse os limites,é perigoso.