04 outubro 2008

Luto

Pô, sabe quando morre aquela pessoa que tu já tinha dado como morto faz tempo? Pois é, quarta-feira passada morreu o Boris Yefimov, aos 108 anos. O cara foi um dos mais populares cartunistas da União Soviética e atingiu o ápice da sua popularidade durante a Segunda Guerra Mundial, quando seus cartuns (que apresentavam Hitler, Joseph Goebbels e outros lideres nazistas como lunáticos) serviram muito bem para manter elevado o moral dos cidadãos e das tropas soviéticas.
É uma pena quando morre alguém que é a história viva, que sabia o que fazer com sua arte e que fez a diferença.

"Você sabe, o xis da questão é que o meu trabalho é uma arma. Os cartuns têm que provocar, têm que ser afiados, têm que expor e têm que satirizar"
Boris Yefimov (1900 - 2008)

5 comentários:

Carol disse...

Puxa, não conheço esse cara, já que ele é muito antes de meu tempo, mas, de uma forma ou outra; meus pêsames =(

Purista disse...

Com certeza Борис Ефимович Ефимов foi um marco!

Luiz Augusto disse...

Nó, q ducarái o q esse cara fez! E nego viveu pá carái tamém hein?!? Ele trabalhou até q idade?

Fabio disse...

Ele não apresentava um jornal sem dente no SBT?

Anônimo disse...

http://en.wikipedia.org/wiki/Boris_Yefimov

aí vocês acham algumas informações, o cara trabalhou até morrer, no ano passado tinha sido nomeado artista-chefe do jornal Izvestia... ele morreu três dias depois de completar 109 anos...