08 junho 2008

Lendas Urbanas

Só dando um toque. Todo mundo aí já deve ter recebido (mais de uma vez) o e-mail do abaixo assinado contra o artista que deixou o cachorro morrer de fome e sede, né? Então agora leiam esse texto do Eduardo Veras que saiu na Zero-Hora do dia 7 de junho de 2008. Recomendo também por ser um bom texto sobre arte contemporânea. Tá, vocês podem dizer que a Zero-Hora mente, mas eu ainda acredito mais na ZH do que em e-mails (pessimamente redigidos, por sinal) que ninguém sabe quem escreveu.
Lendas urbanas geradas pela internet com certeza são um grande contratempo da vida moderna.
bjs e bom início de semana

5 comentários:

Gabi disse...

Tio Odigo,
Obrigada pela indicação do texto. Eu já recebi este email diversas vezes, mas nunca assinei a lista. Para mim esta história era muito estranha, cheirando a lenda urbana. Pelo menos alguém se dispôs a discutir um pouco sua veracidade. Quem se lembra do gato-bonsai?

Fabio disse...

bah, nunca recebi esse e-mail! deve ser pq eu xingo quem me manda corrente hehehe. mas como é que era, se tu enviasse o e-mail pra 100 pessoas o cachorro ia ganhar um copo d'água? e se não mandasse ele vinha me morder enquanto eu estivesse dormindo? hahaha

Thiago disse...

eu adoro aquelas que descreviam em detalhes assaltos dentro dos cinemas do iguatemi ou as que dizem que água esquentada no microondas explode na nossa cara. Rendem boas risadas esses emails. =]

__YuRi_KuN__ disse...

ATENÇÃO! Minhas palavras se referem ao texto. rsrs - sem comentários. Bem estilozinho de gente moderna que não se preocupa com nada mesmo. Isso me decepciona. Essas pessoas, no mundo inteiro, que se comovem com apenas um cachorro morrendo de fome, enquanto bilhões de pessoas e outros seres morrem, passam fome, senão coisa pior. Sou e estou meio revoltado quanto a esses sentimentos impuros dos seres humanos. ^_^"
Obrigado por deixar q eu expresse minha opinião. ^^

raquel alberti disse...

mas a lenda da água no microondas parece que é verdadeira! eu vi no mythbusters que pode acontecer (http://mythbustersresults.com/episode4 e http://www.phys.unsw.edu.au/~jw/superheating.html#when)! :)

agora, o cachorro... eu desconfio mais dos emails pq são mal escritos que por qquer outra coisa. até pq o cara pôs mesmo o cachorro na galeria. se ele morreu lá ou não, é outra história. fato é que ele conseguiu dizer o que queria: as pessoas se preocupam qndo a coisa vira espetáculo, mas fazem vista grossa pra o problema no dia-a-dia. a postura é "eu vou a galeria de arte pra me divertir, pra ver coisas bonitas; não pra pensar sobre a realidade".