29 junho 2008

Ciência - Novas descobertas no campo do tempo

Viajando através do continuum temporal, Dr. Zorg e seu fiel assistente, o estudante de física quântica e bordado na Universidade de Hentelsburg, se deram conta que a via do tempo só tem uma mão e a única velocidade possível de se viajar (de maneira minimamente confortável e sem que a polícia os parrasse) é à 60 minutos por hora. Como a viagem estava se mostrando bastante monótona, eles tentaram fazer um retorno, apesar das placas de proibido, e ficaram presos no canteiro central. Assim fizeram a descoberta científica mais importante do momento onde estavam trancados: Ficar preso no canteiro central do continuum temporal é algo bem desagradável, além de ser bastante chato, pois realmente nada acontece.
Talvez a situação mais próxima disso que se tenha notícia tenha sido o grande engarrafamento de 1967, quando uma vaca foi atropelada no meio do continuum temporal, atrasando a vida de todo mundo. Este evento serviu como base para o lançamento muitas novas idéias sobre o trânsito temporal, a prinicpal delas sendo a Lei de Hamtaroff: “Não atropele vacas no continuum temporal, isso pode ser prejudicial à saúde da vaca.”
A nova descoberta do Doutor Zorg poderá abrir as portas para novas teorias sobre o tempo, “mas as implicações práticas disso podem demorar”, diz Charles Buickhallem, coordenador do setor de Pesquisas em Coisas que Captem Recursos de Investidores da Univesidade de Hentelsburg, “pois primeiro alguém tem que descobrir como voltar o continnum temporal e resgatar o Dr. Zorg. Antes disso, nós não temos nem como tomar conhecimento de suas descobertas. Só sabemos que ele não vem trabalhar desde a semana passada” complementa.

5 comentários:

Diogo disse...

Ou se-trata-se de uma piada interna ou ... enfim, não entendi de onde saiu rs

Anônimo disse...

"Uma das escolas de Tlön chega a negar o tempo: argumenta que o presente é indefinido, que o futuro não tem realidade senão como esperança presente, que o passado não tem realidade senão como lembrança presente." (Jorge Luis Borges in Ficções 1972)

Renan disse...

Muito bom, velho! Super criativo!! Abraços,

Renan.

__YuRi_KuN__ disse...

einstein (é assim que escreve??) disse que o tempo é muito aleatório e independente. Podemos morrer agora e renascer no passado como vice-e-versa, ou ainda renascer em um futuro distante e aleatório, pq não alternativo? Adorei sua crônica (posso chamar assim?) vc é dono de uma imaginação que, até hj, vi em pouquissimas pessoas (umas três... vc é a quarta !!!! )
sucesso! P.S.: tenho um informativo semanal que é distribuido gratuitamente na minha faculdade, quer publicar lá seus textos? ^________________^ (pedindo, implorando que sim)

Luiz Augusto disse...

FINO DEMAISSSSSSS!!!

Estilo "Mochileiro das Galáxias"! Tem q ter as manha mess!!!