08 maio 2008

Reclames

Ornatos de fantasia geométrica é o título desta série de pinturas de Ana Flores, onde unidades repetitivas que constroem o espaço pictórico têm como origem sua pesquisa sobre a azulejaria portuguesa do século XIX e os ladrilhos hidráulicos do século XX ainda existentes na contemporaneidade. A partir de sábado na Galeria de mArte. Compareçam!

Sexta-feira tem show da Montanha Mágica (do marciano Tomas Barth) no vermelho 23. No site deles tem links para vídeos e tals para quem quiser conhecer a banda. Vale a pena!

E a dica cinematográfica é Homem-de-Ferro. Com certeza o filme de super-herói mais ducarái que eu já assisti. Após o filme, eu e o Luiz ainda debatemos longamente enquanto a Janine ia no banheiro a respeito das metáforas oníricas pós-freudianas inerentes ao filme. Decidi qual vai ser a minha tese de Doutorado (a de mestrado já está decidida, vai ser “A estética homo-erótica como sublimadora da fixação edipiana na obra de Frank Miller”).
O título da minha tese de doutorado será “A Metacomplexidade homem-máquina na necessidade masculina de afirmação e domínio: O Homem-de-Ferro como alegoria fálica pós-moderna.” Escreverei mais sobre isso para colocar aqui no blog.
bjs

3 comentários:

RYOT disse...

haha adorei os titulos das teses
do mó apoio hein
eahuea
enfim
parabéns
vc apareceu no universo hq
:D

Luiz Augusto disse...

PRÊ-MIO NOBEL! PRÊ-MIO NOBEL!!!

HEHEEHEHEH!!!

Gisa disse...

No aguardo para a leitura de ambos os textos, que com certeza trarão motivo de júbilo e glória para todos os agraciados. Não apenas o (ig)Nobel, mas também o Pulitzer e assemelhados. O saber filosófico interdisciplinar sob uma ótica pós-freudiana e pré-lacaniana pode apresentar ênfase onírica e empírica relevante a ser abordada na dissertação.